Animais invasores causam sérios problemas no país ...!

19-09-2011 01:17

 

 

JORNAL ONLINE "AMBIENTEBRASIL"

jornaldiario@ambientebrasil.com.br

Edição no. 3883

19/09/2011

 

 

ANIMAIS INVASORES CAUSAM SÉRIOS PROBLEMAS NO PAÍS

Javalis, moluscos dourados e caramujos, trazidos por acaso ou para criação, transformaram-se em pragas em algumas

regiões do país

http://noticias.ambientebrasil.com.br/clipping/2011/09/19/74669-animais-invasores-causam-serios-problemas-no-pais.html

 

Conteúdos:

//////////////////////////////////////////////////////////////////////////

Alguns animais, aparentemente inofensivos, estão se transformando em praga e causando sérios problemas no país. Eles chegaram de outras regiões do planeta por acaso ou trazidos para criação. No entanto, todos são espécies invasoras, sem inimigos naturais e difíceis de controlar.

Os javalis foram trazidos da Europa por criadores do Uruguai. Era uma aposta para a produção de uma carne mais exótica, mas não deu certo. Muitos animais fugiram das fazendas, cruzaram a fronteira e já chegaram a São Paulo. Do cruzamento com os porcos domesticados nasceram os javaporcos. “Nós já contamos bando com 40, 45 porcos. Já perdemos a conta”, conta o produtor Renato Elzer. Uma fêmea gera de dez a doze crias por ano. Para defender a plantação, os agricultores instalam cercas elétricas e outras armadilhas.

No entanto, os invasores nem sempre atacam por terra. Nas usinas hidrelétricas do interior de São Paulo, um molusco se transformou em um grande problema. De origem asiática, o mexilhão dourado encontrou condições ideais de sobrevivência e de reprodução. Eles chegaram a bordo de navios., desembarcaram na Argentina e subiram pelo Rio da Prata. Hoje, todas as usinas do Rio Paraná e seus afluentes são obrigadas a parar cada turbina, uma vez por ano, para retirar os mexilhões.

“Vai obstruindo toda a tubulação e isso traz um prejuízo enorme para o sistema de refrigeração turbina-gerador”, explica Antonio Carlos Garcia, gerente de operações da AES-Tietê. Na usina de Itaipu, os técnicos foram obrigados a construir um sistema duplo de refrigeração das turbinas que evita a entrada dos mexilhões.

Um outro bicho atormenta os moradores de 23 estados brasileiros e adora viver nas cidades. Esse caramujo foi trazido da África por criadores brasileiros que pretendiam vender a carne. A ideia do escargot caipira também fracassou e o caramujo se transformou em uma praga que pode transmitir verminose e até meningite. A médica sanitarista Maria Helena Abreu recomenda que sempre se proteja as mãos com luvas de borracha antes de recolher os moluscos. Depois, é só colocar em um balde com água: são necessárias cinco colheres de sal para cada litro de água. “Após três horas, eles podem ser colocados em um saco e depositados na coleta domiciliar de lixo”.

(Fonte: G1)

////////////////////////////////////////////////////////////////////////