Atualidades -- Mexilhão-dourado na Bacia do Alto Rio Uruguai ...!

15-03-2013 10:30

 

Avulsos Malacológicos - AM - Florianópolis, Brazil

 

ATUALIDADES

MEXILHÃO-DOURADO NA BACIA DO ALTO RIO URUGUAI

 

Continúa incontendível o avanço explosivo invasor do mexilhão-dourado asiático

 

Foto: A nossa

Avanço invasor do mexilhão-dourado, Limnoperna fortunei (Dunker, 1857) na Bacia Hidrográfica do Alto Rio Uruguai

MAPA  -

Estimativa da cobertura/ ocupação espacial esperada, nos próximos dois (2) anos como máximo, na márgem fluvial do Estado de Santa Catarina/ SC

http://noticias-malacologicas-am.webnode.pt/news/bacia-e-vale-do-alto-rio-uruguai%3a-uma-breve-introdu%c3%a7%c3%a3o-%c3%a0-suas-nuances-malacologicas-%21/

 

Foto: A nossa

MARÇO DE 2013

Continúa incontendível o avanço explosivo invasor do mexilhão-dourado asiático Limnoperna fortunei (Dunker, 1857) na bacia hidrográfica do Alto Rio Uruguai, situação formalmente reportada pela 1a. vez à comunidade científica o passado ano de 2012: ... A poucos dias atrás, a equipe de manutenção da UHE (Usina Hidrelétrica) de "Machadinho", localizada entre SC e RS, detectou e confirmou inéditamente a presença de indivíduos da espécie instalados no "sistema de resfriamento" da usina. Com este fato, fica definitivamente evidenciado que a região encontra-se severa e irreversivelmente comprometida (... pelo menos já são dois (2) as UHE locais infestadas: "Barra Grande" e "Machadinho" !), infelizmente com predição de resultados catastróficos a curto e médio prazo, tanto para a eficiência da produção energética regional como para o meio ambiente (biota aquática) circundante !

 

 

Foto: A nossa

Espécime de mexilhão-dourado,

Espécime de mexilhão-dourado, Limnoperna fortunei (Dunker, 1857), do reservatório da "UHE Machadinho", à jusante imediata da "UHE Barra Grande" no Rio Pelotas, Bacia Hidrográfica do Alto Rio Uruguai, SC
 
 
Triagem em laboratório de amostra aleatória espécimes de Mexilhão-dourado asiático,
 
Triagem em laboratório de amostra aleatória espécimes de mexilhão-dourado asiático, Limnoperna fortunei (Dunker, 1857), do reservatório da "UHE Machadinho", à jusante imediata da "UHE Barra Grande" na Bacia Hidrográfica do Alto Rio Uruguai, SC
 
 
Foto: A nossa
 
Reporte inicial inédito sobre a ocorrência confirmada para o Estado de Santa Catarina/ SC e Bacia Hidrográfica do Alto Rio Uruguai do mexilhão-dourado asiático invasor, Limnoperna fortunei (Dunker, 1857) ... um fato previamente anunciado < http://www.geograficas.cfh.ufsc.br/arquivo/ed04/artigo04.pdf >, porém solenemente "subestimado e ignorado":
 
 
+ PORTO FILHO, É. 2012. Mexilhão-dourado: 1o. registro da presença no Alto Rio Uruguai, em Santa Catarina. Porto Alegre, RS: UFRGS, Workshop "Moluscos límnicos invasores do Brasil: biologia, prevenção e controle do Mexilhão Dourado (ANEEL- FURNAS -FLE- UFRGS)", Julho 02 e 03 de 2012. Disponível em: http://smtpilimitado.com/kennel/moluscosinvasores.pptx
 
 
Foto: A nossa
 
MARÇO DE 2013
 
Conforme previsão em andamento, o próximo alvo imediato invasor do mexilhão-dourado, Limnoperna fortunei (Dunker, 1857) na Bacia do Alto Rio Uruguai é a "UHE Itá" (localizada a jusante da "UHE Machadinho"), se encontrando sob eminente processo irreversível de infestação devido aos seguintes fatos: (1) o processo de dispersão mecânica pasiva "montante - jusante" com auxílio do próprio fluxo natural do río; (2) que previamente "detectada/ reportada", pouco tempo atrás, a ocorrência de "indivíduo isolado" nas instalações da referida usina hidrelétrica ...
 
 
Foto: A nossa
 
MARÇO DE 2013
 
Mais um fator que com certeza deve estar facilitando a rápida dispersão do mexilhão-dourado, Limnoperna fortunei (Dunker, 1857) na região do Alto Rio Uruguai é a ocorrência de "peixes confirmadamente predadores" da espécie (... transporte de indivíduos juvenis/ adultos vivos contidos no trato digestivo desses peixes que incluem o molusco na sua dieta !), principalmente Piavas, Leporinus obtusidens (Valenciennes, 1836), mesmo que representa importante elemento da ictiofauna ocorrente nesta região hidrográfica. Em líneas gerais, a lista de peixes neotropicais com imediato interesse para os efeitos antes comentados envolve, hoje, um total de 14 espécies, incluíndo, além da "Piava", as seguintes outras quatro (4) formas igualmente ocorrentes na região: Pimelodus maculatus Lacépède, 1803 (Bagre-mandi), Hypostomus uruguayensis Reis, Weber & Malabarba, 1990 (Cascudo), Paraloricaria vetula (Valenciennes, 1836) (Cascudo-viola) e Iheringichthys labrosus (Lütken, 1874) (Mandi-beiçudo) ...
 
 
 
Foto: A nossa
 
MARÇO de 2013
 
 
DARRIGRAN, G.; DAMBORENEA, C.; DRAGO, E.C.; DRAGO, I.E. de; PAIRA, A. & ARCHUBY, F. 2012. Invasion process of Limnoperna fortunei (Bivalvia: Mytilidae): the case of Uruguay River and emissaries of the Esteros del Iberá Wetland, Argentina. Zoologia, Curitiba, 29(6): 531-539. Available online at: http://www.scielo.br/pdf/zool/v29n6/04.pdf
 
 
Foto: A nossa
 
MARÇO DE 2013
 
Muitos se hão perguntado até agora como ocorreu/ aconteceu o ingresso do mexilhão-dourado, Limnoperna fortunei (Dunker, 1857), na bacia hidrográfica do Alto Rio Uruguai ??? (estima-se que entre finais do ano de 2010 e o transcurso de 2011, com base em dados ecológicos e biométricos colhidos nos locais invadidos) ... Previamente, as últimas informações geográficas de avanço no Uruguai apontavam as seguintes localidades na seção média do río: "Barra do Quaraí" (a jusante) e, mais recentemente, "Uruguaiana" (a montante).
Conforme diversas opiniões ouvidas até o momento, muito provávelmente a infestação pode ter ocorrido de forma indireta, por vía vetorial antrópica, num tipo de "transposição de bacias" (potencialmente do Paraná/ PR), toda vez que a empresa "TRACTEBEL Energía" igualmente possui e gerencia reservatórios na "Bacia do Rio Iguaçu" (Salto Osório e Santiago), por exemplo ... Barcos das empresas que prestam serviços de fiscalização patrimonial, monitoramentos diversos, etc, que navegam em outros reservatórios dos Estados do RS, PR, SP, seriam uma boa possibilidade (porém, isso não foi confirmado por enquanto !).
Barcos de pesca esportiva são raros nas UHEs de "Machadinho" e "Barra Grande" ... Redes de pesca artesanal ?, também são raras nesses locais ... Uma outra possibilidade vetorial (na condição de larvas planctônicas) sería o transporte, entre bacias, de peixes vivos (alevinos) para repovoamento dos reservatórios regionais, ou até mesmo de "matrizes reprodutoras" portando indivíduos vivos/ viáveis de mexilhão-dourado nos seus tratos digestivos ...
 
 
Foto: A nossa
 
MARÇO DE 2013
 
 
Aspecto geral da
 
Aspecto geral da "1a. amostra confirmatória histórica" que denunció a ocorrência do mexilhão-dourado asiático, Limnoperna fortunei (Dunker, 1857), no reservatório da UHE Machadinho, à jusante da UHE Barra Grande, Bacia Hidrográfica do Alto Rio Uruguai em "Anita Garibaldi", Santa Catarina/ SC, no final do 1o. semestre de 2012 ... situação que só não foi evitada em face da infeliz falta de atenção às advertências/ alertas de "ação preventiva" pré-anunciadas/ convocadas através da literatura técnica, largamente subestimadas, ignoradas e negligenciadas pelas autoridades regionais !
 
 
Foto: A nossa
 
MARÇO DE 2013
 
 
Finalmente, e caso não tomadas as devidas/ necessárias "ações preventivas", os próximos iminentes alvos geográficos a ser irreversivelmente atingidos pelo mexilhão-dourado asiático, Limnoperna fortunei (Dunker, 1857), no Estado de Santa Catarina/ SC serão: (1) a márgem fluvial da "Bacia do Rio Iguaçu" (situação infelizmente já em andamento, previamente verificada para o "Município de Canoinhas"), (2) a "Bacia Hidrográfica do Río Itajaí-Açu" e, potencialmente, (3) o "Complexo Lagunar Litorâneo" localizado no Extremo Sul do Estado ...
 
Finalmente, e caso não tomadas as devidas/ necessárias
 
 
 
 
 
Avulsos Malacológicos - AM - Florianópolis, Brazil

MAIORES INFORMAÇÕES

 

 
 
 
 
 
Novas Publicações Disponíveis ...!